100 dias de gestão

100 mil testes de Covid-19 nos primeiros dias de gestão

Ação da Prefeitura de Goiânia ajuda a identificar pacientes infectados, especialmente assintomáticos, e isolá-los, evitando a transmissão do vírus

Publicado em: 14 de abril de 2021 às 10:55 | última atualização: 14 de abril de 2021 às 11:05

Tamanho da fonte:
-A A A+

A Prefeitura de Goiânia intensificou as ações de testagem na capital e já realizou cerca de 100 mil testes de Covid-19 nos 100 primeiros dias da gestão Rogério Cruz. O diagnóstico da doença é a única forma de identificar pacientes infectados, especialmente assintomáticos, e isolá-los, evitando a transmissão do vírus. Semanalmente, a testagem é ampliada e a realização em escolas do município permitiu acrecimo de 43 mil testes desde o início do ano.

O prefeito Rogério Cruz destacou que a atual gestão não mede esforços no combate à pandemia. Ele comentou as ações dos primeiros 100 dias da administração municipal. “Foi um período de superação. Dediquei o meu tempo e o meu foco em cuidar das pessoas”, relatou.

São realizados semanalmente 13.650 testes, considerando os procedimentos feitos nas unidades de saúde e testagem ampliada. Com isso, o número médio diário de testagem em Goiânia é de 1.950. “Um procedimento que permite, não só cercear a propagação do vírus, mas também direcionar, de maneira rápida, o melhor tratamento ao paciente diagnosticado com a Covid-19”, explicou Durval Pedroso, secretário municipal de Saúde.

Dois testes são realizados pela Prefeitura de Goiânia. Um deles é o antígeno modalidade na qual o resultado sai em 20 minutos. Neste caso, a média semanal de testes realizados é de 5.250. O montante inclui tanto aqueles feitos nas unidades de saúde, para efeitos de encaminhamento do paciente, quanto nas ações de testagem ampliada.

As unidades de saúde também realizam os testes do tipo RTPCR, que detecta o vírus em pessoas sintomáticas. O exame, com coleta de swab naso-orofaringe, tem resultado apresentado em até 24 horas e o paciente pode visualizá-lo pela internet. Em média, 8.400 testes desta modalidade são feitos toda semana em 42 unidades de saúde da capital.

Lucas Cássio, da Diretoria de Jornalismo